quarta-feira, janeiro 12, 2005

Cristina Branco

Hoje apetece-me apresentar-vos uma senhora chamada Cristina Branco, para o caso de não conhecerem. É uma jovem cantora que vive entre Bélgica, Holanda, França e outros países europeus. Esgota salas com meses de antecedência e tem uma voz que faz arrepiar o mais empedernido. Escolhe a dedo os poetas que canta, de Camões a Graça Moura, de O'Neill a José Afonso, entre muitos outros. A música é entregue muitas vezas à genialidade de Custódio Castelo, um executante de guitarra portuguesa que a toca como se fizesse amor com ela. Pois é, como já perceberam gosto muito da música que ela interpreta (um agradecimento especial à Paula por ma ter apresentado).
O ano começou há 12 dias e já temos um novo trabalho dela para ouvir. Chama-se Ulisses e desta vez o fado foi quase esquecido. Agora "oiçam" o que ela nos diz na apresentação desse trabalho:

"Este bravo navegante foi pensado para ir mais longe (perdoem-me a ousadia mas é a consequência dos dias que correm), passou pelo continente americano por África por forma a seguir os passos e a urgência do meu canto e da música dos meus meninos.
Perdi-me tantas vezes neste caminho, foi tão difícil retomar o rumo, acreditar outra vez... erguer-me de novo depois de desistir... até chegar a Ulisses.
Ulisses foi um desafio, cheio de chegadas e partidas, estórias de vidas, viagens longínquas, às vezes dentro de nós, viagens no amor (ilhas perdidas...), caminhos retomados. Foi o desaguar num mar cheio de novas correntes para descobrir.
E é por tudo isto que tem a medida perfeita do meu filho... é para ti Martim, esta minha chegada a Ítaca!"

Não acham que vale a pena descobrir a voz de quem assim diz?