domingo, fevereiro 13, 2005

O dia disto daquilo e do outro...

Um dos problemas da sociedade onde vivemos para mim é este dos dias, com que necessidade precisamos do dia do pai, do dia da mãe, do dia da criança, do dia da terceira idade, do dia dos avós, do dia contra a discriminação, do dia da árvore, do dia do doente, do dia dos namorados etc, etc, etc.
Eu penso que os 365 ou 366 dias de um ano, conforme ele seja ou não bisexto, deveriam ser dias de tudo o que é importante para nós, então como posso eu entender que seja preciso o dia da mãe, para que se diga ás mães o quanto elas são importantes para nós? claro que o mesmo em relação aos pais.
Então será preciso o dia dos namorados?, que por acaso é amanhã para que os namorados troquem prendas, flores e afins? não será mais importante trocar ideias, projectos, pensamentos, carinhos, atenção todos os dias do ano?
Só me parece que cada vez mais ou valores que a sociedade defende são menos, que cada vez o consumismo é maior, que compramos prendas para tentarmos nos redimir da falta de tempo que temos para tudo o que é de verás importante.
Eu não vou comprar nenhuma prenda para amanhã e vocês?