quinta-feira, março 03, 2005

Dias complicados

Existem dias complicados, mesmo sem serem das cores negras de que já falei, invisto muito em afectos, gosto muito de mimar de dar carinho, atenção, de ouvir às vezes só por ouvir, pois conheço muitas pessoas que precisam desesperadamente de serem ouvidas ou pelo menos que as deixem falar, gosto que sabiam que estou sempre disposta a ajudar, a dar a mão, a tentar que o meio que me rodeia não seja tão frio e distante, afinal não somos só um número, só mais um no meio da multidão...
Mas acho que sou um pouco extremista, dou muito de mim e depois espero receber muito em troca, quando isto não acontece fico chateada, claro que fico chateada.
Acho horrível a falsidade, o que a troca de cor de camisola governante faz ás pessoas deixa-me baralhada, o que hoje era o melhor amigo, amanhã já é o alvo a abater, o querer subir na vida atropelando todo e todos que se cruzam no caminho é para mim um enigma, simplesmente indecifrável.
Com esta colecção de lamentos e queixinhas me vou, o que vale é que amanhã é sexta-feira, até amanhã bjs