quarta-feira, abril 06, 2005

Há dias assim...

De cão! Foi assim, hoje, o meu dia! Não, não venho para aqui carpir mágoas nem chorar. Não se assustem! Nada disso. Talvez, há uns anos atrás, o fizesse. Agora não. Se bem que, se calhar, até o devia fazer. Poder-me-ia ficar a sentir melhor depois de libertar a tensão acumulada...
Prefiro ir por outro caminho: o de relativizar e reduzir as coisas à sua real importância. Vai resultar, garanto. Amanhã, quando me levantar (se tiver sorte, alguns dos pássaros da Isabel vão-me dar energia) a importância dos atritos e das más noticias que se sucederam neste dia estará reduzida a cinzas. Fácil não é. Mas, com a ajuda de tudo o que de positivo me rodeia, tenho aprendido a ser mais "inteligente emocional". Não quero com isto dizer que, pura e simplesmente, os problemas desapareçam. Não vale a pena é sobredimensioná-los...
Por isso, ainda há pouco, dei por mim a pensar na caminhada do psssado Sábado e, quando reparei estava com um sorriso de orelha a orelha. Esse é um dos meus truques, dos meus escapes: pensar em tudo o que de bom nos vai acontecendo. E, sem dúvida, essas coisas vale a pena valorizar.
Desculpem o desabafo. Já me sinto um homem novo:-)