quarta-feira, janeiro 04, 2006

Nok, nok... está aí alguém?

Estou a bater ao de leve à porta...
Parece que o pessoal deste blog não está....
Será que adormeceram?...
A luta por uma existência com Inteligência Emocional tê-los-á deixado demasiado cansados?...
Era tão bom ver os textos inspirados do Eduardo, da Isabel, da Cristina, da Dora... enfim, de todos!...
Não aparece ninguém...onde se terão metido?!....

Bom, se alguém aparecer por aí, digam-lhes que temos saudades destas tertúlias virtuais, onde cada um escreve o que lhe vai na alma...eu tenho...
Além disso, fica aqui também o meu voto de um excelente 2006, esperando que todos nós possamos ser cada vez mais "inteligentes"...

Já agora, gostava de partilhar com vocês um texto que me disseram ser da autoria de Fernando Pessoa. Vejam lá se gostam e se não acham que o senhor estava cheio de razão?

"Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,
mas não esqueço de que a minha vida é a maior empresa do mundo.
E que posso evitar que ela vá a falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver,
apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um "não".
É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo..."

Fernando Pessoa